Guia básico para contratar um Seguro de Frotas

A necessidade de manter a segurança nos processos logísticos tem relação direta com a busca pela eficiência e a qualidade dos serviços prestados. Por esse motivo, as transportadoras investem em diversas frentes para garantir a proteção das mercadorias, da frota e da equipe.

Essa é uma atividade que faz parte do processo de gerenciamento logístico em um setor que está sujeito a diversos obstáculos, desde acidentes nas estradas, até a ocorrência de extravio da carga.

Por esse motivo, o nosso artigo de hoje vai discutir como contratar um seguro de frotas e a importância desta proteção para a execução das atividades. Confira todos os detalhes!

Qual é a importância de uma apólice de seguro?

A frota constitui o principal patrimônio de uma empresa que presta serviços de transporte. Por esse motivo, a sua proteção e conservação devem fazer parte dos objetivos de gestores e profissionais da área.

Por isso, muitas transportadoras optam por proteger os veículos por meio da contratação de uma apólice de seguros para a frota. Essa é uma medida que garante que a empresa não sofrerá prejuízos decorrentes do roubo ou de acidentes veiculares.

Existem diversas coberturas que garantem a realização de reparos em caso de danos e, também, ressarcimento do valor do bem previsto se for constatado a perda total. Essa é uma garantia que mesmo pequenas empresas devem pensar investir.

Quando uma transportadora dedica tempo ao processo de gerenciamento de riscos é perceptível. Esse planejamento é essencial para que a organização alcance os objetivos e amplie a competitividade no mercado.

Como contratar um seguro de frotas?

Atualmente, a maioria das seguradoras entendem a importância de oferecer opções de seguro acessíveis, até mesmo, para pequenas empresas. Por esse motivo, já existem planos que podem ser adquiridos a partir de três veículos com ampla proteção e assistência que podem ser contratadas.
Uma empresa deve ter uma parceria com uma seguradora desde o início da sua operação. Inclusive, durante a etapa de planejamento do negócio, essa despesa deve estar incluída no estudo da viabilidade econômica. Se a empresa já está constituída, mas ainda não segurou a frota, essa medida deve ser adotada o mais breve possível.

Observamos que uma frota nem sempre é composta por caminhões, pois, muitas vezes, a utilização de utilitários, carros de passeio e, até mesmo, motocicletas é mais eficiente. Com base nisso, existem diversas modalidades de seguro para atender as particularidades da organização.

Essa proteção também pode ser estendida para os motoristas que utilizam a frota para a manutenção do processo de entrega. Desse modo, em caso de incidentes com os condutores, ou caso terceiros sejam envolvidos em acidentes, também estarão cobertos.

Essa opção também ajuda a diminuir o risco se houver uma tentativa de roubo de cargas. Por isso, é importante conscientizar a equipe para evitar reações em caso de assalto para que saibam que a empresa não sofrerá prejuízos.

A contratação de uma seguradora é uma relação que deve ser estabelecida com base em confiabilidade e flexibilidade. Por isso, valorize as empresas que atuam com a prestação de serviços para transportadoras.