Você sabe o que é o CTe – Conhecimentos de Transporte Eletrônico

O transporte de cargas no Brasil é algo extremamente grande. E por trás de tantos caminhões, navios, aviões, etc, existe uma série de documentos fiscais exigidos para que ela aconteça, e, também, para garantir a segurança e qualidade dos serviços. Tanto para os motoristas, empresa e cliente.

Um desses documentos é o Conhecimento de Transporte Eletrônico, ou o CTe. A emissão dele é muito importante, traz mais facilidade de transporte sem correr o risco de levar multas e também garante um melhor gerenciamento de risco durante as operações de transporte. Confira!

O que é CTe?

CTe ou Conhecimento de Transporte Eletrônico é um documento que tem como finalidade o registro de todas as prestações de serviço do transporte de cargas realizadas no país, com fins fiscais. E como o nome já diz, ele é eletrônico. Ou seja, funciona digitalmente, e todo o seu trabalho e conteúdo é tanto emitido quanto armazenado por meios eletrônicos.

Esse documento precisa ser emitido todas as vezes que ocorrerem prestações de serviços de transporte de carga no país. Sejam elas entre municípios ou estados. Essa emissão é indispensável e obrigatória para todos os serviços de transporte em qualquer um dos modais, rodoviário, aéreo ou ferroviário.

Quando surgiu?

O CTe surgiu no ano de 2007. Ele foi criado pelo CONFAZ e também pelo Secretário da Receita Federal do Brasil. E ao longo dos anos, seu uso se tornou obrigatório. O estado do Mato Grosso foi o primeiro a reconhecer sua obrigatoriedade, no ano de 2009.

Desde 2006 a Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo oferecia esse serviço gratuitamente. Entretanto, dez anos depois, em 2016, deu fim a esse suporte. E em julho de 2017, a Sebrae em São Paulo se tornou a nova responsável por disponibilizar o serviço gratuito e atualizar para novas versões.

CTe no gerenciamento de risco

Além de garantir o registro de todas as ações de transporte de carga, o CTe possui inúmeras vantagens. E ajudar no gerenciamento de riscos no transporte é um deles. Afinal, a aplicação da tecnologia no gerenciamento é de extrema importância para diminuir os problemas em qualquer etapa, seja para o motorista, para o cliente e também para a empresa.

Uma empresa que dispõe de uma tecnologia para garantir esse gerenciamento sai na frente de outras em questão de proteção e também organização. Além de manter as cargas mais longe de roubos, extravios, diminuir os altos custos de manutenção dos veículos, multas e apreensões.

CTe aumenta a segurança e também a conformidade pelo simples fato de só poder ser emitido por empresas que estiverem cadastradas em suas respectivas secretarias estaduais da Fazenda e também contarem com um certificado digital. Isso tudo dificulta fraudes e desvios.

Ou seja, é quase nula a possibilidade de se emitir uma nota fria por seu ambiente ser totalmente digital e contar com uma criptografia de ponta. Além de tudo, controlar as operações é muito mais fácil por poder ser acessado de qualquer dispositivo. O responsável por cuidar dessas operações, mesmo de longe, terá acesso a todos os transportes que estiverem ocorrendo, a qualquer hora do dia, o dia todo.

E, por fim, ainda oferece maior segurança para seus consumidores, que passam a depositar sua confiança na empresa e criam um bom relacionamento, podendo comprar mais vezes.

Precisa de ajuda?

Quer fazer o gerenciamento de segurança da sua carga e precisa de uma equipe responsável para atuar neste processo? A Skymark pode te ajudar. Com a gente, seu produto chega no destino com toda a proteção necessária e, para isso, contamos com experts no assunto, que utilizam das melhores ferramentas do mercado para fazer a diferença na sua entrega.
Conheça os nossos serviços.