Tecnologias de rastreamento utilizadas para monitorar o transporte de carga

Nos últimos seis anos, o roubo de carga se tornou uma das atividades preferidas das quadrilhas organizadas. Enquanto o estado trabalha na tentativa de estabelecer medidas de segurança nas rodovias, novas tecnologias de rastreamento utilizadas no transporte de carga são desenvolvidas.

Estima-se que o prejuízo resultante do roubo de cargas no Brasil tenha sido em torno de 2 bilhões em 2018. Ao todo, foram registrados mais de 22 mil ataques a condutores no ano passado. Os dados foram divulgados pela Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística (NTC).

Os números revelam uma queda de 15% das atividades em comparação ao mesmo período do ano de 2017, segundo um levantamento feito a partir de dados cruzados de ocorrências registradas pela Polícia Rodoviária Federal, Polícia Civil e Polícia Militar. Contudo, os números ainda são considerados muito alarmantes.

As novas tecnologias de rastreamento utilizadas no transporte de carga surgiram como uma alternativa para inibir a ação dos bandidos, diminuir o prejuízo das empresas, evitar danos ao veículo e, principalmente, diminuir os riscos à integridade do condutor. A seguir, vamos listar algumas tecnologias aliadas a prevenção do roubo de cargas.

Telemetria

A Telemetria é um sistema que pode ser analógico ou digital. Esse sistema transmite informações acerca do condutor, do automóvel e da operação. Através dele, é possível acompanhar com precisão a distância percorrida pelo transporte, a velocidade do veículo, além de identificar freadas bruscas e disponibilizar relatórios acerca o consumo de combustível, entre outras atividades.

Monitoramento Mobile

Por meio do monitoramento mobile é possível acessar informações em tempo real. O monitoramento da carga é realizado por um aplicativo. Dessa forma, o gestor e os clientes podem controlar envio e entrega com mais facilidade e rapidez.

Iscas de carga

As iscas são equipamentos portáteis que emitem sinal por até 90 dias graças à capacidade de longa duração de sua bateria. Normalmente, a isca é colocada junto com as mercadorias e, por ser pequena, pode ser facilmente ocultada, sendo possível estar disfarçada como um dos pacotes para a entrega.

As iscas podem funcionar com a tecnologia GPS, LBS ou radiofrequência, permitindo identificar o destino da carga e até mesmo o paradeiro do caminhão, evitando que a mercadoria seja receptada e ou  caminhão seja desmontado e suas peças vendidas.

Central de Monitoramento

As tecnologias de rastreamento utilizadas no transporte de carga são sem dúvidas muito eficazes, mas elas precisam estar aliadas a um gerenciamento de riscos eficiente. Uma boa gestão pode garantir o melhor rastreamento do caminhão e melhorar as chances de recuperação de carga.

A empresa que atua como gerenciadora de riscos pode monitorar em tempo real e tomar decisões a curto prazo, além de atuar na prevenção de acidentes, realizando revisões periódicas da frota veicular e das condições em que a carga será transportada.

A gestão de risco também abrange o monitoramento da jornada de trabalho do motorista conforme previsto na legislação vigente e faz o planejamento minucioso da rota, analisando pontos de parada obrigatória e as etapas do trajeto, atuando também no planejamento da logística.

Fale com o Comercial